EUA comemora disposição da Arábia Saudita em enviar tropas à Síria

(Arquivo) Tropas saidotas, em Jizan, no dia 27 de janeiro de 2010

Tropas saidotas, em Jizan, no dia 27 de janeiro de 2010
O Pentágono comemorou nesta sexta-feira o anúncio de que a Arábia Saudita está disposta a mobilizar tropas terrestres para colaborar com a coalizão internacional que combate o grupo Estado Islâmico na Síria.
"Saudamos o anúncio da Arábia Saudita que busca os meios para reforçar sua participação na coalizão", informou o coronel Patrick Ryder, porta-voz do comando das forças americanas no Oriente Médio.
Os Estados Unidos têm multiplicado nas últimas semanas seus apelos a intensificar seus esforços junto a seus sócios da coalizão internacional contra a organização jihadista.
Está prevista para a próxima semana uma reunião de ministros da Defesa de 26 países que integram a coalizão e do governo iraquiano para discutir fórmulas para intensificar a campanha contra o Estado Islâmico.
"O que se refere às forças sauditas que poderiam participar e sua utilidade, ainda está em discussão", informou o coronel Ryder.
A Arábia Saudita participa desde o final de 2014 na coalizão liderada pelos Estados Unidos, participando fundamentalmente em ataques aéreos.
No entanto, esta participação diminuiu notavelmente desde que Riad se comprometeu em outra frente no Iêmen, onde tenta ajudar o governo contra os embates de rebeldes xiitas.
Nesta quinta-feira, o general saudita Ahmed al Asiri disse que seu país está pronto para participar em operações terrestres se a coalizão internacional assim decidir.
A possibilidade de que Riad participe com o envio de tropas em uma operação na Síria é "importante", em vista dos conhecimentos que os sauditas têm do terreno, mas além disso porque se trata de um sinal importante para outros países do Golfo, indicou um alto funcionário do Departamento de Defesa.
"Isto poderia servir de catalisador para incitar outros países da região", destacou.

Compartilhar

Author:

Anterior
Próxima